Home Relacionamento Afetivo PARA EU ESTAR FELIZ, O OUTRO, TAMBÉM, TEM QUE ESTAR

PARA EU ESTAR FELIZ, O OUTRO, TAMBÉM, TEM QUE ESTAR

5 min ler
PRA EU ESTAR FELIZ, O UTRO, TAMBÉM, TEM QUE ESTAR

Todos nós passamos por períodos em que queremos ficar isolados, para refletir sobre a própria vida, por fases em que estamos, totalmente, mergulhados em um projeto ou, pior, em que administramos um problema que nos exige toda a atenção.

Para uma pessoa ainda insegura no amor, situações como essas, em que o outro se recolhe, podem provocar uma angústia terrível. Ela começa a fantasiar com o silêncio do outro, e o que é apenas um “fechamento para um balanço existencial”, torna-se motivo para diálogos internos do tipo:

Ele não me ama mais”, “Não posso mais fazê-lo feliz”, “Nosso relacionamento está em crise”, “Ele está me ignorando“, “Ele quer acabar com a minha felicidade”, e por aí afora.

Calma! Com esse monte de hipóteses pessimistas você vai acabar massacrando o companheiro com cobranças inadequadas e preconceituosas, exigir alegria do outro num momento em que ele está passando por montanhas de problemas é uma ótima forma de fazê-lo se sentir miserável.

“O amor não se vê com os olhos mas com o coração”William Shakespeare

Dê-lhe o tempo necessário. Até para que ele possa sentir a paz do seu amor. Do contrário, você corre o risco de decepcioná-lo ou magoá-lo, caso ele esteja refletindo, entre outras coisas, sobre como tem sido bom amar você, apesar de duas pessoas, apesar de se amarem muito, frequentemente vão estar em diferentes momentos de sua vida pessoal.

Lembre-se: se não é pelo fato de estarem casados que as suas individualidades se dissolveram no ar. É muito gostoso poder mergulhar em um projeto pessoal e sentir-se compreendido e apoiado pelo companheiro. Aproveite a sua felicidade ao máximo.

Acredite, ela será um estimulante para ele, seja qual for o problema que esteja enfrentando e que, no momento, não pode dividir com ninguém.

“Amai, porque nada melhor para a saúde que um amor correspondido”. Vinicius de Moraes

Duas pessoas que se amam são capazes de, mesmo estando em momentos totalmente diferentes, crescer no seu amor um pelo outro. Se a mãe do seu parceiro, por exemplo, estiver com uma doença grave, você pode comemorar o aniversário do seu pai sem exigir que ele vá à festa.

Sua parceira, por outro lado, pode estar vivendo a angustia de um desemprego, e você comemorar com amigos a sua promoção. Se for possível que os dois integrem seus momentos tão diferentes, ótimo! Se não for possível, a compreensão é o melhor caminho.

“O amor é a força mais sutil do mundo.” Mahatma Gandhi

Cada um pode experimentar o seu momento, deixando espaço para o respeito mútuo e para que o amor cresça ainda mais.

(Roberto Shinyashiki)

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Walmei
Carregar mais em Relacionamento Afetivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Verifique também

O AMBIENTE PODE SER RESPONSÁVEL POR DOENÇAS MENTAIS?

Follow me É difícil sair do cinema sentindo-se exatamente da mesma forma que entrou após a…