Home In-formação Os 4 Temperamentos e a construção de nós mesmos.

Os 4 Temperamentos e a construção de nós mesmos.

5 min ler

A Filosofia trabalha em cima da frase: Conhece-te a ti mesmo. Existem 4 tipos de temperamentos divididos em introvertidos e extrovertidos.

Os extrovertidos 

Sanguíneo: Ele tem o elemento ar, associado a primavera. Espírito alegre e extrovertido, sabe se divertir, espontâneo, gosta de estar com as pessoas, quer ser o centro das atenções, exigente para se vestir e não guarda rancores. O sanguíneo tem que estar sempre perto de muita gente. O corredor Bolt é um tipo sanguíneo, ele se vende bem.

Colérico: Ele gosta de atividade, estimula-se com as adversidade, determinado e não depende do meio, líder nato, não expressa seus sentimentos, percebe as oportunidade e é otimista, apesar de ser otimista demais, não calcula os riscos. É uma pessoa que realiza muitas coisas. Bernardinho do Vôlei é colérico.

Introvertidos

Melancólico: Ele tem um estigma de melancolia, mas tem um lado positivo, entretanto é talentoso, perfeccionista, sensível, desfruta da arte, amigo fiel, analítico, identifica os problemas e os obstáculos, profissões que exigem sacrifício pessoal, metódico e persistente, e pode ser temperamental (vai e vem do seu estado de ânimo). Temperamento muito rico, difícil de fazer amizade e é muito crítico pois analisa muito.  Leonardo da Vinci, artista, sensível, sensível para o belo.

Fleumático: Uma pessoa muito indiferente, o mundo ta caindo e ele não está nem aí. tranquilo, sereno, paciente, bom coração, aprecia coisas boas da vida, experimenta muitas emoções internamente, gosta de pessoas, humor natural, rodeado de amigos, diplomático, meticuloso e de rotina, organizado e sempre se prepara bem para as ocasiões, confiável e líder quando precisa. Uma boa companhia pra jantar com bom vinho. O filósofo kant é um grande fleumático, pois suas obras eram profundas, era uma pessoa bacana, legal, os alunos brigavam pra assistir as aulas dele.

(Hipócrates)

Mas o que fazemos com este conhecimento?

Se conhecer para potencializar a atingir os objetivos. Acontecendo isto há formação do caráter, trabalhar com aquilo que você tem para ser um bom ser humano, pois nos justificamos muito. Um caráter bem formado é assim: Bora fazer tal coisa? Vamos! enfim, ele vai e faz. Já um caráter mal formado é: Vamos fazer tal coisa? Mas…tem que ser agora? enfim, vê  problemas em tudo e ele não te ajuda em nada.

E depois de formar o caráter, dê um sentido de vida, seja além dos temperamentos, além da formação do caráter para te ajudar a ser feliz e ser pleno, pois nos dias atuais a maioria não tem um sentido de vida. Falta o por quê e pra que.

(Prof Renata Peluso)

 

 

 

 

 

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Walmei
Carregar mais em In-formação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Verifique também

QUE CEGUEIRA! OS SERES HUMANOS NÃO VIVEM O PRESENTE

Follow me Você acha que vive o presente? Claro que não! sei muito bem por mim mesmo! Sei o…