O MEDO DE AMAR

5 min ler
MEDO DE AMAR-PASSARPELASBARREIRAS

O MEDO DE AMAR.

Todos os seres humanos possuem um grande objetivo na vida: viver em estado de pleno amor. Entretanto, na vida real poucas pessoas tem consciência de como é viver um amor em sua plenitude.

A realidade da maioria das pessoas é de carência, projeções, ansiedade, pobreza de espírito e muito ego jogado no outro, estabelecem relacionamentos superficiais pois o primeiro objetivo é sempre seus interesses pessoais, consequentemente, o relacionamento morre e pra não nos desgastarmos com a próxima pessoa, preferimos viver isolados nas nossas casas interagindo com a solidão.

Estamos tão programados a sofrer que morremos de medo quando alguém nos ama, parece que:

“O MEDO DE AMAR, NOS FAZ TER MEDO DE NOS ENTREGAR PARA O OUTRO!”

Nesta era moderna um dos nossos maiores medos é de amar, sem dúvida, anda junto com os maiores medos da humanidade que é: medo da morte e falar em público. Aliás, neste mundo materialista o medo de amar é tão grande que até nos sentimos envergonhados de amar alguém.

Um dos grandes problemas de amar uma pessoa é ficar dependente dele, que pode nos acarretar fragilidades, distrações, falta de foco e dependência, enfim, a presença do outro se torna primordial. E isto se deve ao nosso ego, pois, ele é carente, cheio de dores, pedinte. Então, por termos este lado obscuro dentro de nós, sabotamos a possibilidade de viver um grande amor.

“O amor não prospera em corações que se amedrontam com as sombras”.

(William Shakespeare) 

Sabotamos a possibilidade de viver um grande amor…Sim! este é o dilema do ser humano e então, o que fazemos? Destruímos o relacionamento de forma inconsciente! o medo de amar corrompe todo nosso coração e o que acontece?

Acontece que abrimos as portas para a solidão, a desilusão, aos  sofrimentos, tudo isto por MEDO DE AMAR.

O medo de amar existe, este medo nos faz buscarmos tantas desculpas, justificativas, inseguranças que queremos fugir para não sofrer, ou seja:

É melhor sozinho do que alguém mexendo naquela dor que odiamos quando alguém a toca.

Possuídos por este medo de sofrermos, novamente, por amor, inviabilizamos qualquer relação, mas mal percebemos que por medo de sofrermos nos condenamos a sofrer todos os dias a dor da solidão.

Portanto, temos que ficar atento a este MEDO DE AMAR. Para isto, devemos mergulhar, profundamente, dentro de nós, educar este ego doente e percebermos que no fundo quando alguém está decidido a ficar sozinho por medo, provavelmente, não consegue enxergar o amor e tão pouco a pessoa amada.

“Já escondi um amor com medo de perdê-lo”. (Clarice Lispector) 

Por fim, façam uma reflexão: será que alguma experiência dolorosa do passado, como as brigas ou a separação de seus pais, por exemplo, não teria ajudado a desencadear estes medos de amar? Lembrem-se: Amar é uma conexão com Deus, se relacionar com outra pessoa é um crescimento espiritual e uma chance de ser profundo consigo mesmo.

Pensem nisto…

(Walmei Junior)

 

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Walmei
Carregar mais em Relacionamento Afetivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

SEM PLANO B COM ARNOLD SCHWARZENEGGER

Follow me  …