Home Metáforas FANTASMA DA ÓPERA E SEUS ENSINAMENTOS

FANTASMA DA ÓPERA E SEUS ENSINAMENTOS

21 min ler

O Fantasma da Ópera, foi lançado em fascículos, em 1911 na França, depois virou livro de Gaston Leroux. O filme é de 2004 dirigido por Joel Schumacher. O teatro se chama Ópera Garnier, construída entre 1861 e 1875, pelo arquiteto Charles Garnier.

Desde 1987 o espetáculo Fantasma da Ópera continua até os dias de hoje, com mais de 100 milhões de pessoas e 5 bilhões de dólares de lucro. A obra é sobre o fantasma de um músico que teve o rosto desfigurado e utilizava uma máscara para esconder essa deformidade, e desde então ele passou a viver no subterrâneos da casa de Ópera de Paris.

Acontece que nos ensaios de uma peça teatral ele se apaixona pela cantora Christine, e então começa a dar várias dicas musicais para ela, entretanto, a mesma reencontra Raoul, seu ex, acaba se envolvendo com ele gerando uma fúria no fantasma.

Pra começar a entender o significado desta obra vamos começar pelo Teatro:

Qual o significado do teatro?
O Teatro = Antigo símbolo relacionado à existência.

E qual o significado do palco?
O Palco = A vida

Cada um de nós = Atores de um drama; usamos máscaras e figurinos para representar um papel, mas desconhecemos nossa própria natureza, quem dirige o espetáculo, quem está por trás da máscara (persona).

O Palco é a tela que passa as sombras, mas por trás, a luz que dá origem a tudo que está invisível, está no subterrâneo, mas nesse canto iluminado que reside a verdadeira realidade.

Bom…vejam esta foto do baile de máscaras, que quer nos mostrar que tudo é artificial, todo mundo desempenhando um personagem, todos dançam como robôs.

Fantasma da Opera - Baile de Máscaras - Passarpelasbarreiras

Observem a letra da música, uma alfinetada na sociedade:

MASCARADOS!

ROSTOS DE PAPEL DESFILANDO…

MASCARADOS!

ESCONDA SEU ROSTO,

E ENTÃO O MUNDO NUNCA IRÁ ENCONTRÁ-LO.

FAÇA SUA ESCOLHA!

TOME SEU LUGAR,

ESCOLHA UM CAMINHO QUE O LEVE A UM LUGAR FELIZ, 

EM UMA RAÇA DESUMANA.

DEIXE O ESPETÁCULO CONDUZI-LO!

MASCARADOS!

FUJA E ESCONDA-SE…

MAS A SUA FACE AINDA PERSEGUIRÁ VOCÊ!

Ainda que você tenha muita máscara a sua verdadeira face, tua essência humana, ainda está perseguindo você.

Então toda vez que nos alienamos, nos tornando mais mascarados, há uma quietude dentro de nós, pois no fundo viemos no mundo dar um recado, baseado na nossa verdadeira identidade. Então, a música é perfeita, denso e profunda.

Outra coisa importante é conhecer o perfil dos personagens.

Christine - Fantasma da Ópera - passarpelasbarreiras

Christine, foto acima, é um personagem que está crucificada, presa entre 2 mundos e nenhum deles querem abrir mão dela. A voz do anjo (fantasma da ópera) e a voz do ego (Raoul). O voz do Fantasma da Ópera significava um mundo das verdades da sua essência e a outra voz, a do ego (Raoul) a voz das banalidades, de um mundo supérfluo.

Fantasma da Opera - essencia - amor - passarpelasbarreiras

Este é o Erik, o Fantasma da Ópera, que significava grandioso, glorioso, gênio negado pelos homens e escondido em porão sombrio (representando nosso inconsciente). Erik era pronto para matar as comodidades e superficialidade do palco da vida para libertar a alma e levá-la ao mistério.

Se fosse traduzir para os dias de hoje, Erik, o Fantasma da Ópera, destruía todos os churrasquinhos, as músicas com letras inúteis, os desejos, a zona de conforto, enfim, tudo que é banal na nossa vida, portanto, Erik, o fantasma, queria roubar todas as banalidades e desejos de Christine.

Para Christine, Erik, significava a sua verdadeira beleza, brilho, mas ela e a sociedade quando o confrontam acham que é um monstro, pois ele é um rosto que não ninguém estava preparada para ver, já que tem uma personalidade cheio de vícios e debilidades e é quase um rosto da morte daquilo que ela tem como prazeroso. Enfim, aquele que vive nas sombras de rosto deformado.

Fantasma da Ópera - passarpelasbarreiras -

Já este é o famoso Visconde Raoul de Changy, é aquele que luta com prudência. Ele tem relação com o passado de Christine por que conheceu o pai dela, então, vivia puxando-a para o tempo que já se passou, mas ela precisava caminhar para o futuro em direção a sua essência, só que o tempo tempo chama suas memórias e a desvia para a verdadeira meta que é o auto conhecimento.

Ao mesmo tempo ele é o patrocinador do espetáculo que se passa no palco, então, Christine não estaria disposta a viver numa vida só pela competência ou vaidade, mas tinha um ponto que ela não tinha renunciado ainda, que era paixão de uma forma de vida que parecesse segura.

Já Erik, o fantasma, era mistério e ela tinha medo dos mistérios então nenhum personagem que está no palco seria suficiente para prender Christine. Raoul era o único que tinha o poder de prendê-la, ele a mantém motivada por um território seguro, uma situação conhecida. Ele a mantém assustada ao mistério e exitante em relação ao avanço, então, Raoul, consegue prendê-la a um mundo banal.

Agora, vamos falar de outra música, mas ELA NÃO PODE SER CANTADA. Sabe o que ela significa? Ela significa um carcereiro cantando para sua prisioneira. No fundo a música mostra Raoul pedindo para que ela fuja de tudo que a assuste para deixa-lo ficar grudado nela 24 horas por dia, pedindo para que a um lugar luminoso e seguro.  No fundo ele está clamando para que ela renuncie a espiritualidade e a sua sombra com a beleza que vem de dentro dela.

Bom…vamos a letra da famosa música: ALL I ASK OF YOU

NÃO VAMOS MAIS FALAR DA ESCURIDÃO, ESQUEÇA ESSES MEDOS!

ESTOU AQUI, NADA PODE TE FERIR, MINHAS PALAVRAS IRÃO TE AQUECER E ACALMAR.

DEIXE-ME SER SUA LIBERDADE. DEIXA A LUZ DO DIA SECAR SUAS LÁGRIMAS.

ESTOU AQUI, COM VOCÊ, AO SEU LADO, PARA TE GUARDAR E GUIAR.

DEIXE-ME SER SEU ABRIGO, DEIXE-ME SER SUA LUZ!

VOCÊ ESTÁ SEGURA, NINGUÉM TE ACHARÁ, SEUS MEDOS ESTÃO LONGE…

ENTÃO, DIGA QUE COMPARTILHARÁ COMIGO UM AMOR, UMA VIDA…

DEIXE-ME TIRAR VOCÊ DESSA SUA SOLIDÃO!

DIGA QUE PRECISA DE MIM COM VOCÊ AQUI, AO SEU LADO.

QUALQUER LUGAR QUE VOCÊ FOR, DEIXE-ME IR TAMBÉM.

CHRISTINE, ISSO É TUDO O QUE TE PEÇO.

COMPARTILHE COMIGO CADA DIA, CADA NOITE, CADA MANHÃ.

VOCÊ SABE QUE TE AMO.

QUALQUER LUGAR QUE FOR, DEIXE-ME IR TAMBÉM.

ME AME, ISSO É TUDO O QUE TE PEÇO.

Ou seja: Fique comigo o tempo todo, o fantasma não estará lá! eu evito que você caminhe para a verdadeira luz te oferecendo algo falso como conforto, comodismo, aceitação social, uma saída convencional que irá te deixar numa zona sem risco.

Quem diria que esta música teria este significado? (rs)

Agora vamos a personagem Madame Giry

Fantasma da Ópera - Passarpelasbarreiras

Esta personagem é a treinadora do balé, que treina as personalidades para que sirvam aos propósitos do senhor da escuridão (o fantasma) para que eles sejam tão boas e que possam ser instrumentos da voz dele que vem do subterrâneo.

Ela conhece o Erik, foi ela que o guardou no porão, ainda criança, para que ele não fosse explorado pelo mundo. Ela não fala, mas treina na melhor maneira possível para que chegue ao ponto de alguma delas ter a conexão com o espírito, é a pontífice, como se fosse a senhora do carma, promovendo os seres ao encontro da sua melhor versão, a sua alma.

Bom…vamos falar da filha da Madame Giry, a MEG:

Meg - fantasma da ópera - passarpelasbarreiras

Meg Giry, é ao contrário da mãe, é uma mente material, lógico e faz com que Christine duvide de tudo que seja misterioso, vive puxando-a para um campo mais racional, faz ela duvidar de todos os mistérios, diz que tudo pode ser uma fantasia e arrasta Christine para acreditar nisto.

Agora vamos falar do Paí de Christine, um grande músico, que não tem foto, por que ele já tinha morrido, mas era representado por uma voz que falava no ouvido de Christine dizendo: “UM DIA VOCÊ VAI ENCONTRAR UM ANJO DA MÚSICA QUE VAI TE PROTEGER, VOCÊ VAI ESTAR COM ELE NO FUTURO” Aí empurra ela para o futuro.

Mas um dia vendo que seus sonhos estavam indo para o buraco e que não tinha mais saída, Christine, vai ao cemitério ver o pai, como você vê na foto.

Fantasma da Ópera - passarpelasbarreiras

Percebam que tudo é cinza, menos A FLOR VERMELHA que ela tem na mão que significa energia, vida e ali mesmo no cemitério começa a briga entre Erik e Raoul, o passado e o futuro, as forças da mudança e da inércia.

Um fator importante, nas imagens do filme, aparecem umas estátuas de homens com os olhos vedados e amarrados entorno do teatro, representando simbolicamente, como se fossem os escravos, (a sociedade), presa nas ilusões. Isto é claro! o teatro começa com suas luzes e fantasias e os homens presos, cegos as suas ilusões.

No filme, Erik, começa a matar um monte de gente e isto vai apavorando Christine, como se ele fosse um monstro, mas no fundo, o fantasma, estava matando tudo que faz com que, Christine, fique presa àquele mundo, mata os atores, o cantor vaidoso, a vaidade, o cidadão que manipulava as cordas, ou seja: matar as manipulações, o jogo, para manter o mundo naquela superficialidade.

Enfim, mata todos os aspectos de todas as personalidades de, Christine, que a impedia de ir para ele. Mas tinha uma coisa que não a matou: A necessidade da experiência, que era RAOUL, no qual representa para ela uma aceitação social, segura, um elemento adocicada, passional e o medo profundo do novo. Por isto, Erik, assustava! por que matava tudo, mas uma pergunta:

Quantas vezes tivemos que matar algo dentro de nós para crescer, como nosso egoísmo?

Erik, queria trazê-la para sua essência, mas ela queria ter a experiência das banalidades do mundo de Raoul.

E assim, Christine, se casa com Raoul,  logo após o filme vai para o futuro e mostra ele indo ao cemitério para ver o túmulo de Christine, mas quando chega lá tem uma surpresa: ELE VÊ A ROSA VERMELHA DO FANTASMA DA ÓPERA ao lado do túmulodeixando claro para, Raoul, que o Fantasma não desistiu de Christine! 

A batalha não terminou! E isto significa que nós não ficamos caçando nossa essência e sim ela que nos caça, que nunca desiste de nós! é a nossa espiritualidade que fica correndo atrás de nós e provocando fatos da nossa vida para que percebamos esta rosa vermelha, cheia de vida, essa voz que pede que se expresse através das nossas palavras.

Fantasma da Ópera - Erik - passarpelasbarreiras

Enfim, é isto!

IMPORTANTE: Toda esta interpretação da obra que coloquei no blog foi dissecada e muito bem explicada pela PROF LÚCIA HELENA GALVÃO do canal da nova acrópole que fica no youtube. A palestra dela está lá! clique e apreciem a Professora nos alimentando com este grande conhecimento.

(Walmei Junior)

  • Eu sei que não está feliz…

    Eu sei que você mente... …
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Walmei
Carregar mais em Metáforas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Verifique também

O AMBIENTE PODE SER RESPONSÁVEL POR DOENÇAS MENTAIS?

Follow me É difícil sair do cinema sentindo-se exatamente da mesma forma que entrou após a…