Home In-formação DEUS ESTÁ NOS NEURÔNIOS. PARTE 1!

DEUS ESTÁ NOS NEURÔNIOS. PARTE 1!

5 min ler

O cérebro humano é uma rede de aproximadamente cem bilhões de neurônios. Diferentes experiências criam diferentes conexões neurais, que levam a diferentes emoções. Dependendo de quais neurônios são estimulados, certas conexões ficam mais fortes e eficientes, enquanto outras se enfraquecem. Isso se chama neuroplasticidade.

Por exemplo, se alguém que treina para ser músico, criará conexões neurais mais fortes que ligam os dois hemisférios do cérebro para se tornar musicalmente criativo. Virtualmente, qualquer tipo de talento ou habilidade pode ser criado com treinamento.

Rudiger Gamm, que cometia erros crassos em matemática básica, treinou suas habilidades e se tornou uma “calculadora humana”, capaz de fazer cálculos, extremamente, complexos.

Racionalidade e resiliência emocional funcionam da mesma forma, tratam-se de conexões neurais que podem ser reforçadas. Qualquer coisa que você faça estará modificando fisicamente seu cérebro e tornando-o melhor nisso. Como isso é um mecanismo fundamental do cérebro, ter auto consciência pode enriquecer, enormemente, nossa experiência de vida.

NEUROCIÊNCIA SOCIAL: Neurônios específicos e neurotransmissores como a noradrenalina acionam mecanismos de defesa quando sentimos que nossas opiniões tem que ser protegidas da influência de terceiros.

Se somos confrontados com opiniões diferentes, as substâncias liberadas no cérebro são as mesmas que tentam assegurar nossa sobrevivência em situações de perigo. Nesse estado, a parte mais primitiva do cérebro interfere no pensamento racional e o sistema límbico pode derrubar a maior parte de nossa memória funcional, fisicamente, causando “estreitamento mental”.

Vemos muito isto nas políticas do medo, na estratégia de jogadores de poker ou mesmo quando alguém é inflexível numa discussão. Não importa quão valorosa seja a ideia. Nesse estado, o cérebro tem dificuldade em processá-la. No nível neural é como se fossemos ameaçados mesmo que tal ameaça seja uma opinião inofensiva que poderíamos achar útil e até concordar racionalmente.

Mas quando há concordância com o nosso ponto de vista, tal estado neural muda e a dopamina ativa os neurônios de recompensa, fazendo-nos sentir melhor e aumentando nossa auto estima.

Nossas crenças tem impacto profundo na química do corpo. Por isto placebos são tão efetivos. Auto estima e auto confiança estão ligados à serotonina. Se ela está em nível seriamente baixo, frequentemente leva a depressão, comportamento auto destrutivo e até mesmo suicídio. Legitimação social aumenta os níveis de dopamina e serotonina no cérebro, liberando-nos de fixações emocionais e facilitando tornarmo-nos mais auto conscientes.

(ALAN WATTS)

Observação: Vá para parte 2 em outra postagem

 

 

 

 

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Walmei
Carregar mais em In-formação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Verifique também

COMO VOCÊ SABE QUE ESTÁ NUM RELACIONAMENTO ABUSIVO?

Follow me Você tem ideia de como identificar se você está num relacionamento abusivo? Pois…