Home In-formação Como Justin Gatlin venceu Usain Bolt?

Como Justin Gatlin venceu Usain Bolt?

5 min ler

Usain Bolt foi o maior corredor  de atletismo nos últimos tempos, parecia que era impossível vencê-lo, até que surgiu Justin Gatlin.

Justin Alexander Gatlin nasceu em Nova Iorque10 de fevereiro de 1982 é um atleta norte-americano especialista em provas de velocidade, campeão olímpico dos 100 metros rasos em Atenas 2004. Em 2006 foi pego no exame antidoping por excesso de testosterona e punido com oito anos longe das pistas.

Mas, vamos lá: Com todas estas paredes como doping, por exemplo, o que Gatlin fez para vencer Bolt?

A primeira barreira de Gatlin foi vencer o descrédito do doping perante o mundo. Ele se aproximou da família depois do ocorrido, pois como ele mesmo disse, pensou até em suicídio.

Seu retorno às pistas foi em 2010, como melhor do mundo, mas neste mesmo ano tinha um homem que era difícil de vencê-lo: USAIN BOLT.

A segunda barreira que ele enfrentou foi em 2015, no mundial da china, onde ficou muito abalado, por ter perdido para USAIN BOLT por um CENTÉSIMO de segundo. Desde 2012 ele estava tentando derrotá-lo, foi 3º colocado nas olimpíadas de Londres e depois vice campeão mundial em moscou, mas na China, ele não aguentou! chorou como um Bebê. Foi uma derrota dura! segundo ele, então a lição aprendida foi:

SABER LIDAR COM A FRUSTRAÇÃO!!

Mas, a pergunta que não quer calar: Como Gatlin derrotou Bolt em 2017? Qual era a diferença de 2015 para 2017?

Gatlin responde:

“A resposta é simples: Na China eu me desesperei quando Bolt começou a chegar perto de mim, se aproximar, então perdi toda minha técnica, desacelerei e assim ele venceu. Em 2017, só concentrei em mim, não olhei para os lados, fiz minha prova concentrado, ou seja: não corra a prova dos seus rivais por que fiz apenas minha prova até o fim e por isto voltei a ser campeão mundial.”

Enfim, Gatlin nos trás algumas lições:

1- A dor é positiva, por que ela nos faz crescer, é nossa aliada, se um dente não dói, ele pode cair sem percebermos.

2- Entramos num problema por diversas vias, mas saímos apenas por uma porta: PELA VONTADE. Gatlin saiu do doping assim, pela PORTA DA VONTADE.

3-Vontade superior se impõe a mente e emoções

E o mais importante lição:

Ele esqueceu Bolt na prova, não olhou para os lados e sim apenas para si mesmo. Gatlin percebeu que seu próprio inimigo, seu concorrente, estava dentro de si mesmo. O americano descobriu que não era BOLT que tinha que derrotar, mas seus demônios, seu ego e sua sombra. Enfim, as “armas mágicas” são os nossos poderes internos que a natureza vai trazendo à tona com aqueles que se comprometem com à vida e futuro.

(Walmei Junior)

Observação: Video da vitória de Gatlin em cima de Bolt.

 

 

 

 

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Walmei
Carregar mais em In-formação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Verifique também

QUE CEGUEIRA! OS SERES HUMANOS NÃO VIVEM O PRESENTE

Follow me Você acha que vive o presente? Claro que não! sei muito bem por mim mesmo! Sei o…