Home Relacionamento Afetivo APRENDA A DETECTAR RELACIONAMENTOS AFETIVOS QUE NÃO DARÁ CERTO

APRENDA A DETECTAR RELACIONAMENTOS AFETIVOS QUE NÃO DARÁ CERTO

14 min ler
APRENDA A DETECTAR RELACIONAMENTOS AFETIVOS QUE NÃO DARÁ CERTO

Os relacionamentos humanos são muito complexos, portanto, precisamos estar atentos a que tipo de relacionamento afetivo que vivemos. No livro um curso em milagres diz que temos dois tipos de relacionamentos afetivos: Um se chama RELACIONAMENTO SAUDÁVEL e o outro se chama RELACIONAMENTO ESPECIAL.

O relacionamento saudável é o santo, onde buscamos entender quem está guiando nossa mente. Se for o espírito santo, o nosso ser superior, nosso guia, então temos uma relação santa com as pessoas, mas se for um relacionamento especial é um relacionamento afetivo baseado no ego.

Para chegarmos ao relacionamento afetivo saudável, primeiro, temos que trabalhar o relacionamento afetivo especial. Por que a relação saudável temos uma ideia, mas a relação especial sabemos muito bem quem ela é, pois, se subdivide-se em 2 categorias: Uma é a relação de ódio e a outra é a relação de amor.

A relação afetiva de ódio fica muito claro quando sabemos que o outro tem ódio de nós, mas a relação especial de amor ninguém conhece ou sabe, e este é o problema! O que é a relação especial de amor? Este tipo de relação acredita-se que amamos a outra pessoa, mas não amamos coisa nenhuma, tudo mentira.

E o incrível que pareça é que muita gente não sabe, que a relação especial de amor é apenas um “VÉU” para a raiva e o ódio. Este tipo de relação acontece quando:

A PESSOA AMA VOCÊ ATÉ QUANDO VOCÊ FIZER TUDO QUE ELA QUER. Mas no momento que você faça algo que a outra pessoa NÃO GOSTE, aí a pessoa deixa de te amar, rapidamente! Ou seja: Parece amor, mas não é! Portanto, a relação especial de amor é uma “paródia de amor”, por que confundimos amor com ciúmes, possessão e etc, menos amor de verdade.

Mas, o que ninguém sabe é que ciúmes pode trazer dor, é impossível o amor verdadeiro trazer dor. Sócrates já dizia:

” A luz não pode trazer a escuridão, assim como a escuridão não pode trazer a luz”

Ou seja: Onde um está o outro desaparece, então, na verdade, o amor é uma coisa só! amor não é ciúmes, possessão, isto não é amor e sim uma troca. Na verdade, este amor é baseado em um processo interno que não temos muita consciência. O que é de fato não ter consciência?

Você, por exemplo, constrói uma pessoa dentro de si, faz fantasias em sua mente e assim vai buscando fora de você a ideia de alma gêmea, o que falta para te completar, baseada na escassez, daquilo que falta em você, seja o que for! talvez, até carinho e afeto.

Então, a pessoa forma a imagem do outro: Ela é especial pra mim, linda, perfeita e assim vou ser feliz para sempre, mas depois de algum momento acaba a lua de mel! tudo aquilo volta a estaca zero. Até que você começa a perceber que ela não é aquela pessoa que você imaginava, assim aquele ser humano começa outro ciclo:

Essa pessoa não serve mais pra mim e então vou buscar outra pessoa, ela não serve mais! não faz o que eu quero! ela não é aquela pessoa que eu pensava que era. Antes da lua de mel eu não estava lidando com ela e sim com a imagem que estava dentro de mim, depois quando o vidro quebra, a imagem, o que acontece? Você não é mais a mesma pessoa.

E então o amor acabou! e assim começam a ver apenas o negativo da outra pessoa, por exemplo: Ela só critica a outra pessoa, só vê as coisas erradas que você faz, diz que você está gorda, enfim, só busca coisas ruins em você. Por exemplo: Um amigo me disse uma vez que a namorada dele jogou na cara que o mesmo não pagou um hamburguer para ela.

Mas o mesmo ressalta é que em pouco tempo de relacionamento foi pago para ela:

1- Uma escova de cabelo no shopping

2- Vários cafés em padarias

3- Almoço na Av paulista, mais dois livros

4- Estadia em um sítio

5- Almoço em outras cidades

6- Sorveteria

7- E um kit de 1000 reais de maquiagem

Mas a garota se apegou a um hamburguer de 15 reais que ele não pagou. Então perguntei: Isso é amor? Ele respondeu que não! Portanto, este exemplo, claramente, mostra uma relação de amor especial, uma mente egóica e negativa, que não consegue enxergar nada de bom em ninguém.

Então, com tanta negatividade e percepção errada do que é amor, a imagem foi quebrada e o “amor” acabou! e então a pessoa começa a te atacar. Por exemplo, segundo este rapaz, ele disse que a mesma começou a apontar demais os defeitos dele, mas  ela mesma não falava os dela, ou seja, ela ataca, mas a a própria pessoa não quer ser vista e ser confrontada.

Pois, é fácil apontar os erros dos outros e condená-los, mas assumir que, também, erra, apenas pessoas maduras emocionalmente que fazem, um fato que me parece que ela não é.

Então, esta relação de amor especial é muito danosa por que aquela relação bonita do início acaba rapidamente e o que acontece? Vem o sofrimento e a dor.

Mas qual é a saída para isto? A saída é transformarmos a relação especial em relação saudável e como faz isto?

Nós temos que olhar para dentro de nós, saber que a resposta está aqui dentro.

Pois, quem está trazendo esta visão de amor especial, de um ódio, somos nós mesmos! já que nós estamos dando poder a nossa mente em direção ao ego, este mesmo que gosta da dor e sofrimento.

Este ego que nos engana em questão do amor, pois, o verdadeiro amor dissolve o ego. Então, a solução é ouvir a voz do espírito santo do que a voz do ego, já que tudo que acontece na nossa vida é uma lição a ser aprendido e não algo a ser punido.

A voz do espírito, a honestidade, o diálogo, onde o casal está disposto a críticas e a se ver um no outro é o verdadeiro amor.

Os nossos erros são lições a ser aprendidas, que não precisamos nos culpar por eles. Aliás, pecado e erro tem diferentes interpretações: Pecado é quando eu te puno, te julgo e ao mesmo tempo me julgo e me puno, também.

Já erro trás correção, então, o momento que erramos eu tenho uma oportunidade de corrigir aquele problema, assim, o erro nos ajuda a compreender o outro e assim não condená-lo.

E assim a relação vai se transformando aos poucos de uma relação especial e doente para uma relação saudável e santa. Enfim, tudo neste mundo foi feito pelo ego, mas que o espírito santo pode usar tudo aqui de forma diferente, usar as relações para trazer alegria, liberação do amor e a libertação do sofrimento.

(Antônio Monteiro dos Santos – Ph.D, MSCP – Psicólogo)

 

OBSERVAÇÃO: O Guia Casamento de Sucesso reúne técnicas psicológicas para lidar com o cônjuge e obter um casamento à prova de separação e à prova de traição. CLIQUE NA FIGURA ABAIXO PARA MAIORES INFORMAÇÕES.
Casamento de sucesso

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Walmei
Carregar mais em Relacionamento Afetivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Verifique também

GELÉIA ONTEM E GELÉIA AMANHÃ!

Follow me Quando Alice estava na festa do chá do chapeleiro maluco, ela notou que não havi…