Home Relacionamento Afetivo AO ENCONTRO DO OPOSTO NO PARCEIRO AFETIVO

AO ENCONTRO DO OPOSTO NO PARCEIRO AFETIVO

4 min ler
AO ENCONTRO DO OPOSTO NO PARCEIRO AFETIVO

Quando você vai ao encontro do oposto no parceiro afetivo pode ser um problema. Um fato da realidade conjugal, confirmado por especialistas, é que as qualidades citadas pelos parceiros como as que primeiro os atraíram um para o outro coincidem com aquelas que são identificadas como as FONTES DE CONFLITO no decorrer do relacionamento.

Ou seja: Incrivelmente, as qualidades atraentes dos parceiros(as), de primeiro momento, é “atraente”. Mas com o passar do tempo recebem novos rótulos, tornam-se até coisas más e difíceis, tornando-se muito problemáticos e negativos.

AO ENCONTRO DO OPOSTO NO PARCEIRO AFETIVO

 

Por exemplo, se um homem que se sentiu atraído pelo calor, empatia e fácil sociabilidade da esposa, poderá em algum momento futuro redefinir esses mesmos atributos como intromissão ou até uma maneira superficial de ser relacionar com outras pessoas.

Já a mulher, inicialmente, que valorizava o marido pela sua confiabilidade, previsibilidade e pelo senso de segurança que ele lhe oferecia, poderá, ao longo do caminho, condenar essas mesmas qualidades como tediosas, enfadonhas e redutoras. Assim, aquelas características admiráveis no parceiro começam a ficar feias e terríveis.

Na verdade, ao encontrar o oposto no parceiro afetivo, caem numa armadilha de NÃO SABER DISTINGUIR quais são os sentimentos, desejos, pensamentos que estão dentro de um e quais os que estão dentro do parceiro. No fundo, eles estão, profundamente, interligados abaixo do nível de percepção consciente de cada um. Pois cada um deles:

Incorpora, carrega e expressa pelo outro aspectos reprimidos do eu (o ser interior) do outro.

AO ENCONTRO DO OPOSTO NO PARCEIRO AFETIVO

 

Assim, ocorre uma transição de um problema dentro da mente de um indivíduo para um conflito interpessoal: Ou seja: Uma dificuldade que duas pessoas enfrentam. E isto ocorre por meio da identificação projetiva. Que significa uma projeção dos aspectos negados e reprimidos da experiência interior de uma pessoa sobre a outra.

Enfim, ao encontro do oposto no parceiro afetivo é um intercâmbio ou um “comércio” de partes reprimidas do eu, que os dois membros do casal concordam em fazer. E, então, cada um deles vê no outro as coisas que não conseguem perceber em si mesmo…e lutam, incessantemente, para mudá-la.

MAGGIE SCARF

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Walmei
Carregar mais em Relacionamento Afetivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

SEM PLANO B COM ARNOLD SCHWARZENEGGER

Follow me  …