Home Liderança A VIDA DE J.K.ROWLING, A AUTORA DE HARRY POTTER

A VIDA DE J.K.ROWLING, A AUTORA DE HARRY POTTER

10 min ler

Joanne Kathleen Rowling, com certeza, marcou a humanidade com as obras de Harry Potter. Principalmente, por que ela era uma pessoa que não tinha posses ou sucesso, enfim, era mais um ser humano no mundo que andava de forma anônima e simples.

A série narra as aventuras de um jovem chamado Harry James Potter, que descobre aos 11 anos de idade que é um bruxo ao ser convidado para estudar na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

Hoje, Esta obra é a maior franquia de livros da história, uma das maiores franquias de filmes de todos os tempos que já arrecadou cerca de 8 bilhões de dólares.

Desde aos 6 anos, Joanne, gostava de ler e escrever. Em 1990, estava em um trem indo de Manchester para Londres quando a ideia para Harry simplesmente “apareceu” em sua cabeça. Inclusive ela relata eu seu site desta forma:

“Tenho escrito continuamente desde os seis anos de idade mas nunca estive tão excitada com uma ideia antes. Eu simplesmente sentei e pensei, por quatro horas (trem atrasado), e todos os detalhes borbulharam em meu cérebro e este garoto de óculos e cabelos pretos que não sabia que era um bruxo tornou-se mais e mais real para mim.”

 

Segundo ela, escrever é uma terapia. Além disto, nunca conseguiu entrar na faculdade de Oxford e acabou entrando em outra universidade para fazer letras para aprender Francês. Quando ela se formou conseguiu um emprego de secretária bilíngue e ficou um bom tempo trabalhando assim.

Porém, aos 25 anos aconteceu uma fatalidade, perdeu a mãe que sofria de esclerose múltipla, ficando chateada e deprimida. E então pensou dar uma guinada na vida, foi quando viu uma propaganda de emprego que precisava de professora de inglês em Portugal, foi pra lá e se casou.

Em terras portuguesas conheceu seu marido, mas ele o violentava dentro de casa e então resolveu voltar pra Inglaterra, com 7 anos de formada e no currículo que nunca tinha um verdadeiro emprego que lhe trouxesse reconhecimento profissional.

Quando voltou de Portugal para Inglaterra, se encontrava com uma filha, sem dinheiro, não tinha onde morar e trabalhar, não tinha diferencial nenhum e principalmente passava por uma depressão profunda.

Mas alguns anos atrás já tinha surgido a ideia do Harry Potter, viu que não tinha a perder naquele momento, onde viu que podia parar tudo e escrever, e foi isto que ela fez. Mesmo com a filha no carrinho de bebê, passeava nas ruas com a menina até fazê-la dormir, quando conseguia, parava num café e começava a escrever ou rascunhar a história que, atualmente, vale bilhões.

Como ela não tinha computador escrevia tudo na máquina de escrever e logo após 2 anos, terminou a primeira obra que se chamava: Harry Potter e a Pedra Filosofal que vendeu nada mais, nada menos que 100 MILHÕES DE LIVROS.

Mas, reconhecer esta obra agora é fácil! mas não foi sempre assim. Joanne saiu andando atrás das editoras pedindo para que alguém publicasse sua história infantil, entretanto, foi rejeitada por 12 vezes. Até que apareceu uma editora que estava sendo inaugurada, onde a filha do dono leu os primeiros dois capítulos e exigiu que o pai publicasse a obra.

Foi então que o pai publicou o livro contra a sua vontade, além disto deu um conselho, pra Joanne, não muito bom, onde disse:

“Só um pequeno conselho de negócios: Não Abandone seu emprego. Ninguém ganha dinheiro escrevendo livros infantis”

Felizmente, J.k.Rolling, não escutou o dono da editora e continuou trabalhando pra escrever o segundo livro. Acontece, que 6 meses depois da primeira edição, que foi apenas 500 cópias, ganhou o prêmio do livro do ano. Dizem até que estes livros publicados valem, hoje, mais de 100 mil reais.

Rapidamente, o livro foi se espalhando, ficando famoso e 1 ano depois da publicação inicial os direitos foram comprados para ser publicados nos EUA. A editora Scholastic pagou 105 mil dólares, um recorde para livros infantis e assim foi crescendo. Então, nasceu o terceiro, a quarta obra e assim sucessivamente.

Hoje, a franquia de Harry Potter vale mais de 25 bilhões de dólares, com um parque temático na Disney.

O mais interessante desta história que tudo isto surgiu da cabeça de uma pessoa comum, que estava depressiva e que nunca tinha sucesso na vida, mas que resolveu pensar fora da caixa, da matrix. Viu que não tinha mais nada a perder, como ela mesma disse:

“O que eu tenho perder na vida, com uma criança pequena, sem onde morar, dinheiro, com quase 50 anos de idade e ainda depressiva?”

 

 

Resolveu se arriscar, fez algo diferente, simplesmente, por que pensou fora da caixa. Será que não devemos nos inspirar nesta linda história? Você acha que está tudo perdido na tua vida? Acredita que nada dá certo? Pra ela, também, não dava nada certo, entretanto, não desistiu! E o que ela é hoje foi graças aos seus sucessivos fracassos.

Veja bem onde o fracasso a levou:

Até maio de 2015, já haviam sido vendidas 450 milhões de cópias em todo o mundo, tornando a série um best seller da história, sendo traduzida para 73 idiomas. Os últimos quatro livros, consecutivamente, foram considerados os mais vendidos da história, sendo que o último livro vendeu cerca de 11 milhões de cópias nos EUA nas primeiras 24 horas após o seu lançamento.

Enfim, que esta história sirva de inspiração pra que nunca a humanidade desista dos seus sonhos.

Pensem nisto

(Walmei Junior)

 

 

 

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Walmei
Carregar mais em Liderança

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Verifique também

A VERDADE E A MENTIRA

Follow me Segundo uma lenda do século XIX, a Verdade e a Mentira se encontram um dia. A Me…